Na BeUP desta semana estivemos à conversa com a copywriter, produtora no marketplace DigitalUP, Susana Ribeiro. Conheça a Susana e saiba o que a apaixona neste mundo dos conteúdos escritos.

O que te levou a escolher a tua profissão?

Sempre gostei de contar histórias, de passar uma mensagem e de dar a conhecer algo. Escrever sempre foi uma paixão, desde criança. Escrevia sobre tudo e quando alguma coisa me fascinava, por mais pequena que fosse, escrevia sobre isso com a esperança que quem lê-se pudesse ficar tão fascinado quanto eu. 

Escolhi jornalismo porque sonhava em dar voz a quem não a tem. Costuma dizer-se em comunicação que “o que não é comunicado não existe”, então conforta-me pensar que cada vez que comunico, que dou voz a algo, estou a criar um lugar novo na mente de quem lê.

Que projetos mais gostaste de realizar?

Um projeto com o qual já estou envolvida há três anos, o SAPO Viagens, é o projeto onde me sinto mais realizada por juntar algumas das minhas maiores paixões: jornalismo, história, património, viagens e fotografia. 

Qual foi o teu maior desafio profissional?

Não há desafio como o primeiro. Assim que terminei o meu mestrado, acabei por ser contratada como designer, uma área para a qual não tinha formação. Por esse motivo, foi um desafio já que eram muitas mudanças: por um lado estava no meu primeiro emprego “a sério”, por outro lado estava a fazer algo fora da minha área de formação. Apesar do processo de adaptação, acabei por me apaixonar pela área do design, na qual acabei por trabalhar em outros momentos e com outras e na qual pretendo investir cada vez mais. 

O que valorizas nos projetos que aceitas desenvolver?

Valorizo que sejam projetos que pretendem acrescentar algo de positivo ao mundo e à comunidade e que se diferenciem dos demais por algum motivo. Valorizo também a paixão das pessoas envolvidas no projeto e o seu entusiasmo. O facto de ter liberdade criativa é também um ponto positivo.

Que áreas/ mercados mais gostas de trabalhar?

Gosta da área das viagens e do turismo, desde a gastronomia e vinhos à arte e património passando pelas tradições e comunidade em geral. No entanto, gosto de ser desafiada a sair dessa área e criar conteúdos sobre temas completamente novos, que me desafiem e acrescentem algo de novo.

Que características tuas acreditas serem relevantes para fazeres um bom trabalho?

Sou muito curiosa  e adoro investigar. Gosto sempre de saber mais, descobrir como tudo se faz e encontrar soluções para problemas. Não desisto até que tudo esteja como deve estar. 

Sou também empenhada e dedico-me sempre a 100% a cada projeto desde o primeiro momento.

Quais são as tuas maiores referências a nível profissional?

A nível de jornalismo de viagens admiro muito o trabalho da Susana Ribeiro do blog Viaje Comigo. Acompanho também o trabalho da Joana e do André, do projeto Honeymooners, e acho incrível a sua forma simples de comunicar e tudo aquilo que construíram. São um excelente exemplo de como comunicar de várias formas, por diversos meios, sobre diferentes assuntos e, ainda assim, gerar identificação por serem tão autênticos. 

A nível da escrita, Miguel Esteves Cardoso é uma grande inspiração. Adoro a forma como escreve, de forma leve e assertiva, com poucos floreados mas com sentimento, sendo capaz de criar textos inesquecíveis sobre qualquer tema.

A Catarina Furtado é a minha grande referência por ser uma excelente comunicadora, com uma carreira consolidada e uma postura irrepreensível. A forma como se dedica a várias causas, como dá voz a quem mais precisa é uma grande inspiração de vida. Um excelente exemplo de como é possível chegar ao topo e dar a mão em quem precisa. 

Qual é para ti a importância da liberdade na tua vida profissional?

A liberdade é a coisa mais importante do mundo, já que é o que nos permite ser quem somos. Só com liberdade de pensamento e de criação podemos deixar a nossa marca no mundo. Necessitamos dessa liberdade para sermos melhores profissionais, mas também melhores seres humanos. Não há evolução sem liberdade.

Qual é o teu sonho?

Ser bem sucedida a nível profissional e ter liberdade de horários e para trabalhar em diferentes locais. Gostava de ter um projeto próprio, onde pudesse concretizar o sonho de dar voz a quem, geralmente, não a tem e contar histórias incríveis. Gostava de aliar várias formas de comunicação à paixão que tenho pela história, pelo património e pelas tradições, mas também dar voz a causas.

Quer saber mais sobre a Susana? Visite o seu perfil de produtora DigitalUP e conheça mais do seu trabalho.

Share This

What's your reaction?
0Smile0Lol0Wow0Love0Sad0Angry

Leave a comment

RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Copyright ©  DigitalUP. All Rights Reserved.

Copyright ©  DigitalUP. All Rights Reserved.